Fone: (11) 3242-8111 Fax: (11) 3112-0554 | Endereço: Rua Libero Badaró, 158 - 6º andar - São Paulo - SP

GESTÃO DORIA IDENTIFICA R$ 287 MILHÕES SEM COBERTURA ORÇAMENTÁRIA NA SAÚDE E ANALISA MEDIDAS
08/01/2019

Com lupa e microscópio O pente-fino que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou nos gastos autorizados pela administração de seu antecessor, Márcio França (PSB), atingiu também convênios assinados na Secretaria de Saúde. Um levantamento preliminar da pasta identificou 142 contratos, que somam um total de R$ 287,3 milhões, sem previsão orçamentária. Do total, 16 convênios começaram a ser pagos no último bimestre. Entre esses, quatro beneficiam São Vicente (SP), berço do pessebista.

Pagamento a prazo Os convênios assinados por França são destinados ao custeio de obras e equipamentos de hospitais municipais e filantrópicos. As verbas endereçadas a São Vicente somam R$ 125,7 milhões. Desse montante, apenas R$ 10,3 milhões foram quitados em 2018.

Em suspenso Os gastos sem cobertura orçamentária mapeados pela Saúde ainda estão sob análise e não há definição sobre o que será deles. Até agora, R$ 143 milhões em convênios firmados por França foram cancelados por Doria. O tucano disse ter identificado direcionamento político.

Não é comigo Em nota, Márcio França negou o uso político de verbas. Na última eleição, ele travou uma disputa acirrada com Doria pelo controle do estado.


Fonte: Folha de S. Paulo -  Painel