Fone: (11) 3242-8111 Fax: (11) 3112-0554 | Endereço: Rua Libero Badaró, 158 - 6º andar - São Paulo - SP

CONAHP 2019 REÚNE MAIS DE 4 MIL PROFISSIONAIS DO SETOR DE SAÚDE
28/11/2019

A edição 2019 do Conahp, Congresso Nacional de Hospitais Privados, começou nesta terça-feira (e vai até quinta-feira, 28), reunindo mais de 4 mil participantes, no Expo Transamérica, em São Paulo. Este é o principal congresso do setor hospitalar no Brasil, realizado pela Anahp (Associação Nacional de Hospitais Privados) e neste ano traz o tema “Saúde baseada na entrega de valor: o papel do hospital como integrador do sistema”.

Na cerimônia de abertura, Eduardo Amaro, presidente do Conselho de Administração da Anahp enfatizou que o tema “valor em saúde” tem estado no centro dos debates dos principais eventos nacionais e internacionais do setor. “Estamos todos atuando nessa equação de valor para, unidos, conseguirmos alcançar um modelo sustentável na saúde. A programação intensa do Conahp 2019 permitirá a todos nós grande aprendizado e será estímulo para ações futuras”.

A abertura também foi prestigiada por importantes parlamentares. Augusto Nardes, Ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), comentou sobre a crise financeira da qual o Brasil está começando a se desvencilhar e os desafios na área de saúde. “O Brasil se recupera de uma fase dramática. Na saúde, os hospitais federais encontram dificuldades, com a falta de equipamentos e profissionais. O Japão se tornou uma grande potência pela eficiência, disciplina e organização, temos que retomar esta crença no Brasil, montar um projeto de governança para a saúde brasileira”.

O ministro colocou o TCU à disposição para fortalecer trabalhos de prevenção. “O investimento em prevenção é necessário para dar continuidade ao processo de recuperação que o país está passando. Estamos fazendo auditorias para avaliar esta questão da sustentabilidade. O TCU está preparado, temos secretarias para assessorar em todas as áreas, temos condições de mostrar caminhos. Não podemos perder a esperança na nação”.

O secretário Estadual da Saúde, José Henrique Germann, participou representando o governador do Estado, João Dória. “Reunimos neste evento grandes nomes da saúde, pessoas que são geradoras de desenvolvimento, renda e inovação tecnológica. É justamente com esse olhar que nossa equipe tem conduzido os projetos em nossa gestão. Alguns projetos, como o Corujão da Saúde, são realizados em parceria com importantes hospitais aqui presentes, que participaram no dia a dia do SUS. A população do estado de São Paulo agradece e o êxito nos credencia a continuar nessa parceria”, expôs.

Erno Harzheim, secretário de Atenção Primária à Saúde, representando o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu a importância da convergência com foco nas pessoas. “Temos, no atual governo federal, a capacidade técnica e a coragem de fazer todas as reformas que o sistema de saúde pública precisa e é muito importante que uma instituição como a Anahp esteja pronta para discutir um sistema centrado realmente nas pessoas”.

O deputado federal e ex-administrador de hospitais, Antonio Brito, apontou a importância do encontro para prestigiar o setor hospitalar brasileiro. “Buscamos a saúde baseada em valor, tendo o hospital como centro, para isso é indispensável termos administradores hospitalares, como eu fui, e outros profissionais relacionados ao setor discutindo a otimização de resultados”.

Mohamed Parrini, presidente do Comitê Científico do Conahp, disse que o evento irá provocar reflexões, inspirar e desenvolver o setor de saúde brasileiro. “Estamos aqui para ensinar, aprender e doar. Somente com esses princípios faremos um sistema de saúde sustentável, colocando o paciente no centro de todas as decisões”, frisou.

O diretor executivo da Anahp, Marco Aurélio Ferreira, enfatizou a importância da convergência e união entre os hospitais associados, e finalizou dizendo que a saúde brasileira deve muito aos parlamentares e profissionais que estão no evento. “Teremos um mercado melhor se construirmos o diálogo, e é o que eu vejo hoje, pessoas dispostas a transformar a saúde brasileira. O diálogo é nossa maior ferramenta para isso”.


Fonte: ANAHP